5 erros que as pessoas cometem ao estudar por conta própria

6 minutos para ler

Passar em um concurso público é o objetivo de carreira de profissionais de diversas áreas. Com atrativos como estabilidade, ótima remuneração e muitos benefícios, as oportunidades são expedientes seguros e positivos para quem deseja trilhar uma carreira sólida e bem-sucedida.

No entanto, em tempos de crise e instabilidade econômica, estudar por conta própria tem sido a solução encontrada por muitos estudantes que estão se preparando para as provas e exames.

Com a tecnologia disponível e a facilidade de acesso a diversos conteúdos, estudar sozinho ficou realmente mais fácil. Porém, existem alguns deslizes que as pessoas realizam ao adotar essa prática e que podem comprometer seu aprendizado.

Confira 5 erros que as pessoas cometem ao estudar por conta própria e descubra maneiras de evitá-los:

1. Falta de planejamento

Não existe uma receita de sucesso que garanta a aprovação em um concurso público, mas sim, uma sequência de procedimentos que pode assegurar, pelo menos, uma rotina de preparo eficiente.

O principal erro que as pessoas cometem quando optam por estudar por conta própria é a falta de um planejamento adequado. Uma preparação correta tem que ser baseada em disciplina, organização e estudos estratégicos e transformar isso em um planejamento eficiente não é tão simples assim.

O volume de conteúdo disponível para aprendizado é imenso. Por isso, estruturar e seguir um plano de estudos são requisitos fundamentais para um aproveitamento eficiente de tudo que for estudado. Senão, o risco de consultar materiais que nada tenham a ver com o assunto principal é grande.

Um planejamento que envolva e organize todo o material de estudo deve ser seguido à risca pelos estudantes que tenham como objetivo passar em um concurso público. Definir horários, técnicas e os conteúdos certos são atitudes que devem ser seguidas de maneira disciplinada e metódica, pois os estudos realizados de forma desconexa e desalinhada certamente vão afetar a qualidade do aprendizado e, consequentemente, o seu desempenho.

2. Utilização de materiais de estudos de qualidade questionável

A quantidade de materiais de estudo disponíveis de maneira online é grande, e essa “facilidade” acaba atraindo muitos estudantes que estão em processo de preparação para concursos.

No entanto, é importante conferir a origem das apostilas e demais conteúdos, como artigos de referências, listas de questões e livros em PDF, já que muitos materiais são de procedência duvidosa e podem conter informações falsas, respostas incorretas e erros gramaticais.

Perder tempo estudando conteúdos equivocados e errôneos é tão nocivo quanto ser negligente nos estudos, já que o conhecimento absorvido pouco ou nada contribuirá com a evolução no aprendizado. Utilizar materiais de qualidade é fundamental para uma instrução de qualidade.

Por isso, contar com o apoio de um curso preparatório de referência é uma alternativa eficiente para quem quer estudar por conta própria, já que o aluno pode contar com o acompanhamento de professores e orientadores no processo de direcionar a rotina de estudos, esclarecer dúvidas e definir um planejamento apropriado.

3. Desconsideração das especificidades da área

Erro grave para quem busca estudar por conta própria, desconsiderar as particularidades da área que está concorrendo é garantia de reprovação. Isso porque não adianta nada ocupar seus horários de estudo lendo materiais que não serão requisitados nas provas.

A melhor maneira de evitar esse engano é verificar o edital do concurso e pesquisar quais são os principais conteúdos da área escolhida. Investir tempo estudando materiais complementares que não sejam o foco do âmbito do certame é desperdício de tempo e energia.

Além disso, é importante também conhecer as práticas e orientações da banca examinadora, já que cada uma tende a seguir um estilo. Ignorar suas características é um erro que pode custar sua aprovação.

Concentre-se em estudar exclusivamente os conteúdos programáticos do concurso que está concorrendo, de acordo com o solicitado no edital. Certamente seu aproveitamento será muito mais eficiente e as chances de sucesso serão muito maiores.

4. Dedicação a concursos diferentes ao mesmo tempo

Como mencionado no item anterior, é importante conhecer o edital do concurso escolhido. Isso evita estudos desnecessários e “inúteis”. Por isso, estudar para vários concursos ao mesmo tempo é um erro que pode afetar seu aproveitamento e dificultar sua eficiência em todos eles.

Como cada área exige um planejamento específico, rotinas e técnicas de estudos diferentes, o candidato que investe em vários ao mesmo tempo pode acabar prejudicando seu progresso e consequentemente, seu objetivo profissional.

Isso acontece devido à necessidade de dividir seu tempo lendo conteúdos diferentes. Em vez de aliar e potencializar o conhecimento, o estudante acaba fragmentando os materiais, correndo o risco de não aproveitar nenhum.

Então, a melhor coisa a se fazer é manter o foco. Escolha a área que mais tenha a ver com você, busque os certames disponíveis e dedique-se com afinco aos estudos do que é solicitado no edital do concurso selecionado. Com dedicação total, o aproveitamento é maior e a qualidade do aprendizado também.

5. Falta de comprometimento

Com as ferramentas digitais e a tecnologia disponível, quem escolhe estudar por conta própria quase sempre o faz de maneira online. Por meio dos sites de busca, é possível encontrar centenas de materiais de estudo em questão de segundos.

No entanto, essa facilidade pode ocultar algumas armadilhas que, se não forem bem administradas, são capazes de desviar sua atenção e boicotar seu aproveitamento. Por isso, é essencial manter a motivação e o foco nos estudos.

Existem sites, canais no Youtube e grupos em redes sociais cujo objetivo principal é auxiliar os candidatos em sua preparação. Porém, se o usuário se distrai facilmente, o risco de abandonar a leitura de um artigo e se entreter assistindo um vídeo engraçado é alto. O segredo para manter o foco é o comprometimento.

Ter em mente que só depende de seu esforço e dedicação alcançar um aprendizado eficiente é essencial para se manter firme em seus propósitos. Infelizmente, alguns sacrifícios terão que ser feitos durante o processo de preparação para o concurso, como abrir mão de horas de sono, compromissos e eventos sociais, no entanto, alcançar seus objetivos será uma recompensa gratificante.

Foco, disciplina e concentração são requisitos importantes para quem quer estudar por conta própria e passar em um concurso público.

Posts relacionados

Deixe um comentário