Confira os principais erros de português dos concurseiros

6 minutos para ler
Banner GeoTextoPowered by Rock Convert

Quem deseja prestar um concurso deve estar preparado para estudar e dominar as mais diversas disciplinas e áreas do conhecimento, como por exemplo a matemática, lógica, história, geografia, biologia, física, química e também o português. 

Sabe-se que a língua portuguesa não é lá tão simples assim, não é mesmo? No entanto, ao redobrar a atenção em relação a alguns fatores, é possível deixar de cometer nas provas alguns erros simples e evitáveis, seja na hora de escrever uma bela redação ou de responder aquelas questões cheias de pegadinhas. 

Nesse contexto, você já sabe quais os principais erros de português cometidos pelos concurseiros? Abaixo, listaremos alguns deles, bem como o que você deve fazer para não deixar que eles continuem ocorrendo. Ficou curioso? Continue a leitura do artigo! 

Quais os erros mais cometidos pelos concurseiros? 

1. Uso de crase

O uso indevido da crase é, definitivamente, um dos erros mais recorrentes nas provas de português. Isso porque é comum que muitas pessoas fiquem em dúvida sobre quando ou como utilizá-la (ou não) de maneira correta. 

Hoje, no entanto, você vai entender de vez como se dá o uso da crase, de modo a nunca mais passar aperto ou perder minutos preciosos durante a prova se questionando se tal palavra precisa dela ou não. 

Primeiramente, lembre-se de que a crase nada mais é que a fusão de duas vogais iguais. Para que ela seja utilizada, é necessário que existam dois “a” (ou seja, a + a = à), sendo que o primeiro é uma preposição e o segundo um artigo definido, um pronome demonstrativo ou a vogal a inicial dos pronomes aquele, aqueles, aquela, aquelas e aquilo. 

Abaixo, apontamos 3 dicas úteis sobre o uso da crase: 

  • a crase deve ser empregada somente diante de palavras femininas;
  • não se esqueça de utilizar a crase em expressões que indiquem horas;
  • a crase também aparece antes de locuções adverbiais femininas que expressem ideia de modo, tempo e lugar. 

Por fim, é necessário ressaltar que o concurseiro deve revisar o tema com atenção especial para os casos em que a crase é optativa, ou seja, pode ou não ser usada.

2. Interpretação de texto

Outro erro corriqueiro entre os candidatos de um concurso é não prestar a devida atenção nos enunciados das questões.

Isso acontece porque, na maioria das vezes, eles acabam ficando nervosos ao acharem que não terão tempo o suficiente para ler textos mais longos. Dessa forma, acabam perdendo a concentração na leitura e não absorvem de maneira eficaz o que pede a questão. 

No entanto, é preciso lembrar que tanto o enunciado quanto os textos para análise são os principais guias para que você responda as questões de forma clara e, acima de tudo correta.

Aqui, uma dica bastante útil e de eficácia comprovada é marcar no texto os verbos de comando (como “aponte”, “indique”, “comente” ou “justifique”, por exemplo) que expressam a ação esperada do candidato. Além disso, nunca é demais fazer uma releitura do enunciado para ver se você realmente entendeu aquilo que está sendo pedido. 

3. Emprego de pronomes

O emprego de pronomes costuma ser cobrado em forma de questões repletas de pegadinhas, elaboradas para confundir os candidatos. 

Sendo assim, aqui, todo o cuidado é pouco. Ao estudar, consulte com atenção em sua bibliografia as diferenças em relação ao uso de cada pronome.

Lembre-se de que frequentemente ouvimos ou até mesmo utilizamos em nossas conversas frases como “você viu ele?” ou “me entregaram uma carta” — que, segundo a norma culta, são consideradas incorretas. Tenha isso em mente e não reproduza erros como esses em seus textos ou lembre-se deles nas questões de múltipla escolha. 

Por fim, já na hora da prova, tenha bastante cuidado para não acabar confundindo as regras relacionadas a colocação de pronomes oblíquos átonos como “te”, “me”, “lhe”, “se”, “o” e “a”. 

4. Ortografia

Para começar, precisamos ressaltar que os erros de ortografia podem ser responsáveis até mesmo pela eliminação de um candidato. Você não quer se dar mal em um exame para o qual você se preparou bastante justamente por um erro evitável como esse, certo? 

Dessa forma, esteja sempre atento ao que diz o manual da nova ortografia e cultive o hábito de escrever — até mesmo para fixar as regras na memória e se preparar para a redação — e de ler livros, revistas, jornais e também as atualidades em portais de notícias. 

5. Onde x aonde 

É comum que muitas pessoas empreguem “onde” e “aonde” indistintamente na língua falada. No entanto, não se esqueça de que o mesmo definitivamente não vale para a escrita. Trata-se de outro erro comum e que acaba por eliminar candidatos por motivos que poderiam ser prevenidos. 

Para facilitar, lembre-se de que “onde” é utilizado para expressar uma ideia de algo fixo, ou seja, que não possua movimento. Um exemplo de como o termo pode ser empregado de maneira correta é a frase “onde você mora?”.

Por outro lado, o termo “aonde” deve ser empregado para acompanhar verbos que dão ideias de mudança e movimento, como podemos perceber na frase “aonde você foi?”. Tenha em mente esses exemplos na hora do exame! 

6. Uso dos porquês 

Dúvida comum não só entre os concurseiros, o emprego dos porquês é capaz de gerar confusão em grande parte das pessoas. Ao se seguir as devidas recomendações, no entanto, é muito provável que você não venha a cometer os mesmos erros novamente. 

Abaixo, confira resumidamente algumas dicas para te ajudar na hora da prova: 

  • por que (separado): é utilizado em frases interrogativas ou também quando pode ser substituído por “pelo qual” e demais variações;
  • porque (junto): usamos “porque” em frases afirmativas, explicativas ou causais;
  • por  quê (separado e com acento): deve ser utilizado ao final de frases interrogativas;
  • porquê (junto e com acento): esse “porque” é usado quando for uma palavra substantivada.

Pronto! Agora você já conhece os principais erros de português cometidos pelos concurseiros na hora do exame. Com essas informações em mãos, ficará mais fácil estudar e saber exatamente em que fatores redobrar a atenção para que esses e outros erros similares não ocorram novamente. 

Gostou do conteúdo de hoje? Se deseja continuar a leitura de artigos sobre o assunto, que tal conhecer agora mesmo 7 dicas infalíveis de português para concursos?

Banner GeoTextoPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário