Dicas importantes para mandar bem na redação de concursos

7 minutos para ler
Banner GeoTextoPowered by Rock Convert

Assim como é o caso de qualquer outra disciplina, para se sair bem em uma prova de redação para concurso é preciso ter foco, dedicação e bastante preparação.

Já parou para pensar na importância que as produções de texto possuem em relação à nota final do candidato? Saiba que elas têm o poder de incluir ou, até mesmo, excluir um concurseiro da lista de aprovação.

É pensando nisso que, no artigo de hoje, apontaremos as principais dicas para você mandar bem na redação, ressaltando como elas são relevantes para o exame e abordando os critérios utilizados pela banca organizadora durante a avaliação de um texto. Acompanhe!

A importância da redação em um concurso

Ao se estudar para uma prova de concurso, é ideal dedicar todo o ciclo de estudos às disciplinas estabelecidas pelo edital e, caso haja tempo, treinar para a redação, certo? Definitivamente, não!

Engana-se quem pensa que a prova discursiva — como também é chamada a etapa dos exames referente à redação — é apenas um exame de escrita. É por meio dela que se torna possível avaliar as habilidades de leitura e de interpretação de texto do candidato. Assim sendo, ele deve ser capaz de expressar suas ideias de forma clara e objetiva, defendendo o seu ponto de vista, atendo-se ao enunciado e respeitando as exigências da questão.

Também é a partir dela que a banca organizadora consegue medir o nível de sensibilidade social do candidato, bem como sua preocupação ética e sua prontidão de raciocínio.

Os critérios avaliados pela banca

Além das questões relacionadas à responsabilidade social, há uma série de fatores e de critérios utilizados pela banca organizadora durante a análise de redações.

Ter em mãos essas informações é interessante para quem deseja se sair bem nessa etapa do concurso, uma vez que, assim será possível trabalhar em cima daquilo que precisa ser melhorado e saber conduzir a produção de texto observando os critérios em questão. Dentre os principais, podemos destacar os que seguem.

Abordagem do tema

Em seu texto, o candidato precisa apresentar ideias e argumentos relacionados à questão proposta pelo enunciado, defendendo sempre uma posição. Aqui, é também avaliada a capacidade de se manter no tema, uma vez que fugir dele é um dos principais fatores que levam concurseiros a tirar notas baixas ou, até mesmo, zerar a prova discursiva.

Argumentação

É analisado se o candidato sabe usar corretamente preposições, conjunções, advérbios e demais locuções adverbiais para construir a sua argumentação. Isso porque um texto bem organizado precisa que os parágrafos tenham sequência e ligações entre si, sem a interrupção das ideias apresentadas.

Coerência e coesão

Muito do que foi citado acima também tem a ver com a coerência e a coesão de um texto. Quanto à primeira, está sob observação o encadeamento adequado de ideias, de modo a dar sentido ao pensamento. Já em relação à segunda, é avaliado o uso correto de articulações e de conectivos que permitem uma ligação harmoniosa entre os parágrafos do texto.

Uso da norma culta da língua portuguesa

O candidato deve saber diferenciar a linguagem formal da informal, descartando gírias e contrações e redobrando a atenção quanto à pontuação e à concordância.

Os erros mais comuns

Além de fugir do tema, entre os erros mais comuns cometidos pelos concurseiros podemos listar:

  • não empregar vocabulário adequado;

  • repetir palavras com frequência;

  • cometer erros de concordância;

  • não se atentar ao número mínimo ou máximo de linhas;

  • copiar o texto de apoio na íntegra;

  • não se atentar à estrutura de texto proposta pela questão.

Dicas para mandar bem na redação para concursos

1. Saiba a estrutura de uma redação e distribua corretamente o conteúdo

Em geral, os concursos costumam cobrar um texto dissertativo argumentativo, composto sempre por uma introdução, seguido pelo desenvolvimento do tema e finalizado com uma conclusão. Não saber trabalhar essa estrutura com clareza faz com que o candidato acabe produzindo textos confusos e com conteúdos distribuídos de maneira errônea.

2. Mantenha-se atualizado

Não é segredo algum que os assuntos relevantes para a mídia são constantemente temas de redação para concurso. Sendo assim, é fundamental manter-se atualizado em relação ao que é notícia não só no Brasil, mas também no mundo.

Aqui, um exercício interessante para se preparar é procurar refletir sobre os fatos que estão nos principais noticiários, se informar, ler opiniões a respeito deles e, por fim, formular o seu próprio ponto de vista.

3. Pratique sempre

Provavelmente, você já ouviu o velho ditado que diz “A prática leva à perfeição”, não é mesmo? Sendo assim, tenha em mente que a prática regular da produção de texto é essencial para que você se familiarize com a arte da argumentação, desenvolva as habilidades necessárias e explore novas técnicas.

4. Entenda o enunciado e identifique o tema

No momento da leitura do enunciado, redobre a atenção. Leia-o quantas vezes for preciso até ter certeza de que a proposta da redação foi compreendida com clareza. Logo após, faça a identificação do tema e do gênero textual solicitado. Para auxiliá-lo nesse momento, é interessante fazer uma lista com os principais conceitos relacionados.

5. Organize suas ideias

Uma boa redação deve apresentar ideias e argumentos de maneira clara, respeitando o tema e sem ficar dando voltas no assunto. Sendo assim, concentre-se bastante no que é relevante para o texto.

Antes de iniciar, faça uma lista de possíveis posicionamentos sobre o assunto em questão na folha de rascunho. Em seguida, defina o seu ponto de vista e pense em argumentos capazes de sustentá-lo. Esses, além de embasados em reflexões e dados, devem ser consistentes.

6. Seja objetivo

Ademais de evitar redundâncias e voltas no assunto, escreva períodos curtos e com voz ativa. Dessa forma, diminuem as chances de errar na pontuação ou de deixar o argumento confuso. No entanto, isso não quer dizer que você não deva escrever períodos longos — é justamente a alternância entre frases curtas e longas que torna um texto atrativo e de fácil compreensão.

7. Capriche no português

Para se dar bem em redação para concurso, como já mencionado, respeite e seja fiel à norma culta da língua escrita. Não use gírias, estrangeirismos e abreviações, evitando também jargões e ditos populares. Atente-se ainda aos sinais de pontuação.

8. Revise o texto

Terminada a redação, leia, releia e revise o texto até ter a certeza de que não há erros de português, parágrafos confusos e frases sem sentido. Substitua palavras repetidas por sinônimos, de modo a contribuir com a fluidez da leitura.

Uma dica interessante, e que pode ser usada durante a preparação, é apresentar seus textos a leitores após a revisão. Para isso, peça para que seus colegas, familiares ou professores leiam o que você escreveu, pedindo sempre uma opinião.

Pronto! Agora você tem em mãos as principais dicas para treinar e produzir um texto campeão. Colocando-as em prática e levando em consideração a importância da redação para concursos, tenha certeza de que o caminho para a aprovação estará mais perto do que você imagina.

E você, como está se preparando para a prova de redação? Conhece alguma outra dica que mereça entrar para a nossa lista? Compartilhe-a conosco nos comentários!

 

Banner GeoTextoPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário